Finalizados

Abaixo estão os projetos que foram finalizados.

 

Curso Lassus - Linhas de Cuidado e Atenção aos Usuários de álcoole outras drogas nos sistemas penitenciário e socioeducativo

Curso LASSUS: Linhas de Cuidado e Atenção aos Usuários de Álcool e outras Drogas no Sistema Penitenciário é promovido pela Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas do Ministério da Justiça (SENAD-MJ) e executado pela Secretaria de Educação a Distância da Universidade Federal de Santa Catarina (SEAD-UFSC).

A proposta do curso foi desenvolvida a partir da necessidade de cuidado aos dependentes químicos dentro do sistema penitenciário diante de um conjunto complexo de fatores que vão desde a adoção de medidas quase exclusivamente repressivas, punitivas e intolerantes diante do porte e do uso de substâncias ilícitas até especificidades culturais, sociais e político-econômicas, considerando o contexto brasileiro. Acerca dessa realidade, destaca-se que no Brasil há níveis de encarceramento sem precedentes, sendo atualmente o 3º país do mundo com a maior população prisional, ultrapassando o número de  726 mil pessoas em situação de privação de liberdade.

Nesse contexto, o Departamento Penitenciário Nacional (DEPEN) tem atuado para alterar essas condições, promovendo a reformulação do modelo de gestão do sistema prisional como forma de contribuir para a efetivação do respeito pelos direitos humanos desses sujeitos. Além disso, o DEPEN busca o desenvolvimento de processos formativos voltados aos agentes de execução penal e ampliar as ações orientadas para aqueles que fazem uso abusivo de álcool e outras drogas, considerando a alta prevalência de usuários entre essa população.

Assim, com o objetivo de atender a essas necessidades de formação dos agentes de execução penal, foi realizada uma parceria entre o DEPEN e a SENAD para desenvolver o Curso LASSUS.

 Para saber mais, acesse o site do curso Lassus.

 

O Curso ESCUTA: Estratégias Integradas de Cuidado aos Usuários de Álcool e outras Drogas é promovido pela Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas do Ministério da Justiça e Segurança Pública (SENAD-MJSP) e executado pela Secretaria de Educação a Distância da Universidade Federal de Santa Catarina (SEAD-UFSC).

O ESCUTA, focado nas estratégias de cuidado, visa provocar reflexões sobre técnicas e estratégias de cuidado para o tratamento de usuários de substâncias psicoativas; além de contribuir para a construção do conhecimento dos profissionais da saúde e de outras áreas, de modo a atuar de forma mais integrada e articulada com a rede de proteção social e com os sujeitos que apresentam problemas relacionados com o uso de drogas.

O curso objetiva capacitar profissionais da área da saúde para a utilização de técnicas integradas acerca do cuidado e tratamento de usuários de álcool e outras drogas.

Conta com a estrutura do curso foi pensada de forma a apresentar os conteúdos pertinentes e necessários para a capacitação dos profissionais, envolvendo três módulos de conteúdos teóricos reflexivos e um módulo de exercício prático. Na proposta metodológica deste curso, você será o principal agente do seu processo de aprendizagem. Terá a sua disposição um material didático desenvolvido a partir de situações concretas vivenciadas por profissionais que lidam com pessoas que fazem uso problemático de álcool e outras drogas, e contará com o auxílio de tutores que lhe acompanharão durante todo o curso.

Para mais detalhes acesse AQUI

 

Conhecendo-a-UFSC-foto-1

Conhecendo a UFSC
O projeto “Conhecendo a UFSC” introduz e padroniza informações a respeito da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) para os novos alunos brasileiros e estrangeiros, referentes à estrutura física, organizacional e de apoio, personalizada de acordo com o público-alvo, facilitando sua adaptação. Ao adquirir esse conhecimento prévio de como é estudar na instituição, suas regras, sua estrutura, sua cultura, dentre outros aspectos, o aluno poderá usufruir o que o sistema público federal de Educação oferece na formação do ser humano para o exercício profissional.

A Secretaria de Educação a Distância – SEAD percebeu a necessidade de apresentar a UFSC a esses novos alunos, por intermédio de mídias e tecnologias conhecidas pelo público, afinal elas fazem parte de seu cotidiano. Dessa forma, os ingressantes na UFSC poderão conhecer ao mesmo tempo e em qualquer local o que a instituição tem a oferecer e desenvolve-se o sentimento de pertencimento dos alunos distantes de Florianópolis, mas integrantes desta instituição, e estabelece-se uma nova forma de integração dos novos alunos na comunidade universitária.

A UFSC é constituída por cerca de 50 mil pessoas, entre docentes, técnicos-administrativos em educação e alunos. São mais de 43 mil alunos matriculados em cursos de graduação e pós-graduação, nas modalidades presencial e a distância. Além da estrutura disponível em Florianópolis, a UFSC tem campi nas cidades de Araranguá, Blumenau, Curitibanos e Joinville. Em cada uma dessas cidades a UFSC produz, sistematiza e socializa o conhecimento, contribuindo para desenvolvimento dos alunos e da região.

Parceiros: SEAD, PRAE, PROGRAD e SINTER

 

 

sead

Esportes Olímpicos na UFSC

A série de programas “Esportes Olímpicos na UFSC”, veiculada na TV UFSC, no site da SEAD e dos parceiros do projeto, assim como nas redes sociais, tem a finalidade de gerar informação e conhecimento a respeito das modalidades olímpicas presentes nas Olimpíadas e desenvolvidas na Universidade. Além de apresentar as modalidades, os vídeos trarão informações sobre o que a UFSC oferece para a comunidade em sua estrutura física e profissional, estimulando a prática do esporte.

O campus de Florianópolis da Universidade Federal de Santa Catarina é uma das sedes de treinamento e aclimatação para os atletas olímpicos nas modalidades de atletismo da Olimpíada Rio 2016, ou seja: algumas delegações vieram a Florianópolis  treinar e buscar sua adaptação ao clima, à cultura, ao local da realização das competições. O natural interesse despertado pela presença dessas delegações e pela Olimpíada em si é uma oportunidade de democratizar essas modalidades esportivas e atrair a comunidade local a praticá-las.

Além do envolvimento no treinamento de profissionais, a UFSC desenvolve também esportistas universitários, com  estrutura disponível de qualidade necessária para formar atletas de elite e melhorar a sua performance. Em paralelo ao uso dessa estrutura para treinamento de alto rendimento, também é oportunizada à comunidade em geral a possibilidade de praticar diversos esportes e atividades físicas, por meio da política  extensionista da universidade.

O esporte, além dos benefícios individuais, cumpre papel sociocultural importante nas diversas possibilidades que ele proporciona ao coletivo e que a UFSC, como instituição, tem o compromisso de incentivar na comunidade. Como Nelson Mandela disse: “o esporte tem o poder de mudar o mundo. Ele tem o poder de unir as pessoas de uma forma que poucas outras coisas podem fazer. Ele fala com os jovens em uma linguagem que eles podem entender”.  Ao disponibilizar esse conhecimento, contribui-se para o desenvolvimento cultural e social, legado pretendido com a organização e realização das olimpíadas no Brasil.

Tocha Olimpíca: https://www.youtube.com/watch?v=PuRsYn3ArJQ

Atletismo: https://www.youtube.com/watch?v=fyXzq6CrJ3Q

Judô: https://www.youtube.com/watch?v=-xSXXhMNVII

Parceiros: SEAD/SESP/PROEX/TV UFSC

 

 

 

conselheiros

 

Curso Prevenção do uso de drogas – Capacitação para conselheiros e lideranças comunitárias – 5ª edição

Objetivo Geral

  • Capacitar os conselheiros estaduais e municipais e líderes co­munitários para atuarem na prevenção do uso do crack, álcool e de outras drogas através do fortalecimento da rede comuni­tária.


Objetivos Específicos

  • Ofertar o curso sobre prevenção do uso de crack, álcool e de outras drogas para 40.000 (quarenta mil) Conselheiros e Líde­res Comunitários de todo o Brasil, na modalidade de EaD.
  • Capacitar os diversos conselheiros estaduais, municipais e líde­res comunitários para identificação de recursos comunitários para criação, articulação e o fortalecimento da rede de apoio local integrada.
  • Disponibilizar aos conselheiros municipais e líderes comuni­tários informações atualizadas acerca do consumo de crack, álcool e de outras drogas e sua interface com a temática vio­lência, focalizando a prevenção numa perspectiva de direitos humanos.
  • Fornecer subsídios para que os conselheiros municipais e líde­res comunitários capacitados possam atuar como agentes mul­tiplicadores na prevenção do uso de crack, álcool e de outras drogas.
  • Fornecer certificado de Extensão Universitária, com carga ho­rária de 120 horas, emitido por Instituição certificadora reco­nhecida pelo MEC, para todos os alunos aprovados no Curso.

Parceiros: SENAD e UFSC
Período de execução do curso: de 13 de agosto a 13 de novembro de 2013.

Números do Curso: inscritos, vagas, matriculados e concluintes.

Nº de inscrições para o Curso

77.341 mil

Nº de vagas disponibilizadas para o Curso

40 mil

Nº de matriculados no Curso

40 mil

Nº de desistentes

587 cursistas

Nº de concluintes

25.631 mil

 

 

trabalho social

 

Trabalho Social em Programas de Habitação de Interesse Social

Objetivo Geral

  • Capacitar técnicos que atuam em Programas de Habitação de Interesse Social sobre diretrizes e marco regulatório do Ministério das Cidades para o Trabalho Social, assim como sobre procedimentos para a operacionalização de projetos e programas de habitação de interesse social.  Dessa forma procurou especificamente:


Objetivos Específicos

  • Identificar aspectos teórico-conceituais sobre trabalho social em Programas de Habitação de Interesse Social e suas aplicações em território nacional.
  • Instrumentalizar os participantes com informações atualizadas sobre as diretrizes e o marco regulatório do Ministério das Cidades para o trabalho social.
  • Identificar as etapas de operacionalização de projetos de habitação de interesse social: diagnóstico, elaboração de projetos sociais, estratégias para execução, relevância social e econômica.
  • Reconhecer a necessidade de gerar redes de conhecimento e troca de experiências sobre o Trabalho Social desenvolvido nas distintas regiões do país.
  • Utilizar a modalidade de educação a distância como instrumento de capacitação técnica e propagação das políticas públicas nos municípios brasileiros.

Parceiros: MCIDADES e UFSC
Período de execução do curso: de 13 de março a 11 de junho de 2014.

Números do Curso: inscritos, vagas, matriculados e concluintes.

Nº de inscrições para o Curso

12.496 mil

Nº de vagas disponibilizadas para o Curso

5.000 mil

Nº de matriculados no Curso

5.051 mil

Nº de desistentes

51 cursistas

Nº de concluintes

3.222 mil

 

 

 


prevencao

 

Curso Prevenção do Uso de Drogas para Educadores de Escolas Públicas – 6ª edição

Articulação/parceiros: Ministério da Educação – MEC, Secretaria Nacional de Políticas Sobre Drogas – SENAD do Ministério da Justiça, e Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC.
Previsão de término: Dezembro de 2014
Objetivo: Produção e oferta do curso para 10 mil Educadores da Região Sul do país

 

 

 

 

 

Conselheiros61

Curso de Prevenção dos Problemas Relacionados ao Uso de Drogas – Capacitação para Conselheiros e Lideranças Comunitárias – 6ª edição

Articulação/parceiros: Secretaria Nacional de Políticas Sobre Drogas – SENAD do Ministério da Justiça, e Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC.
Previsão de término: Dezembro de 2015
Objetivo:  Capacitar conselheiros estaduais e municipais, líderes comunitários e demais interessados para atuar na prevenção do uso de crack, álcool e outras drogas por meio do fortalecimento da rede comunitária.

 

 

screenshot-conselheiros7.nute_.ufsc_.br-2015-06-01-14-34-56-e1433180385841

 

Curso de Prevenção dos Problemas Relacionados ao Uso de Drogas – Capacitação para Conselheiros e Lideranças Comunitárias – 7ª edição

Articulação/parceiros: Secretaria Nacional de Políticas Sobre Drogas – SENAD do Ministério da Justiça, e Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC.
Previsão de término: Dezembro de 2015
Objetivo:  Capacitar conselheiros estaduais e municipais, líderes comunitários e demais interessados para atuar na prevenção do uso de crack, álcool e outras drogas por meio do fortalecimento da rede comunitária.